Rock On enjoy your life ∞

enjoy your life ∞

Enjoy you life

Tumblr Themes
E eu descobri que dói bem menos não se importar com nada e com ninguém. Pessoas desnecessárias, dores desnecessárias.
-Antonio Neto (via lovesongme)

(Fonte: antipoetico, via p-itoresca)

Tumblr Themes
Tumblr Themes
Tumblr Themes
Tumblr Themes
Tumblr Themes
Tumblr Themes
É incrível a capacidade que uma pessoa tem de te deixar mal. Com apenas uma frase, um olhar de desaprovação, ou um sorriso não dado, ela consegue acabar com o resto do seu dia.
-Amanda Sousa.  (via garoto-smiler)

(Fonte: doce-lirismo, via c-aseira)

Tumblr Themes
O mundo está um caos e a sociedade, de olhos vendados.
-Ditografada  (via supost0-h3roi)

(Fonte: ditografada, via lesbicalizar-se)

Tumblr Themes
Eu me declarei pra você milhares de vezes. Quando eu ri daquela sua piada idiota que não teve a menor graça e quando dei risada das piadas de mau gosto que você fez sobre mim. Lembra? Eu deixei você me zoar porque você achava muita graça naquilo, e se te faz feliz… Bom, me faz feliz. Quando eu deixei os outros um pouquinho de lado pra dar toda a atenção pra você. Quando eu ouvi as músicas que você me mandou, mesmo elas não sendo do meu gosto. Lembra… Quando eu tratava todo mundo mal, mas era super gentil com você? Então. Isso também foi uma declaração, mesmo que silenciosa. Quando eu aguentei suas grosserias todas porque você teve um dia ruim. E também quando eu deixei você descontar todas as suas frustrações em mim, mesmo eu não tendo nada a ver. Quando eu te fiz sorrir quando tu chorava por outra pessoa. Quando eu te defendi do mundo mesmo você estando completamente errada. Quando eu deixei de ficar irritado só porque você tava mal e precisando de alguém. Eu me declarei pra você tantas vezes, da minha maneira… Só você que não viu.
-Vinícius Kretek. (via s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)

(Fonte: 27-06, via s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)

Tumblr Themes
Deixei algumas oportunidades escaparem pelos meus dedos. Já me arrependi de ter falado. E de não ter dito nada quando devia dizer. Acabei me acostumando com o que não deveria. Me frustrei por não receber o que esperava, depois me culpei por ter esperado algo: a gente nunca deve esperar nada, nada, nada de alguém. Já me decepcionei com quem era importante pra mim e descobri que é assim mesmo: a gente magoa e é magoado a todo instante. E a vida é assim mesmo.
-Clarissa Corrêa (via s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)

(Fonte: subjetivada, via s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)

Tumblr Themes
Ainda me lembro do dia em que dissemos: seremos felizes até que a poesia nos repare. Primeiro, você riu, eu gargalhei e nós casamos. Depois, eu li, você ouviu e, nus, transamos. Por fim, eu lembrei, você se esqueceu e nós cansamos. Hoje, ainda que me falte você, nunca me faltará poesia. Um poema é o próprio abandono descrito em versos, diversas vezes. É o poeta em estado onírico implorando em rimas, alexandrinos, decassílabos decadentes: “Volta para mim, palavra bonita. Volta!”. Seu mundo sempre foi confuso, uma mistura moderna de Garcia Márquez com qualquer pintura de Velásquez. Você só parece amar quem pisoteia nos seus sonhos, quem tapa os seus sorrisos com lágrimas, quem lhe abandona sem roupa, sem mundo, sem beijo. Veja só: As Meninas na corte do rei parecem cortejar o seu coração. Corta a cena: seu azar foi ter vivido Cem anos de Solidão em uma única relação. Talvez por isso nada lhe emocione mais: nem o piano que toca algumas notas de jazz, nem o coração em guerra que, no peito, hasteia uma bandeira de paz. Talvez por isso nada lhe interesse mais: nem as cartas nem as caras de amor. Todas elas são ridículas, já dizia o poeta, todas elas são partículas de sentimento que não insiste mais… Contudo ainda me pego algumas vezes tateando uma sombra incompreensível que fala e que fuma e que finge estar viva. Só finge! Uma sombra precisa de luz para ser viva. Um amor precisa de vida para reluzir. Eu preciso de ambos para existir.
-Eu me chamo Antônio.   (via nobroke)

(Fonte: convergido, via nobroke)

Tumblr Themes
É que naquele dia eu acordei e não era mais você. Não era mais sobre você que eu escrevia, e também não era sobre mais ninguém. Não era mais a sua voz na secretária eletrônica e nem eram os seus hábitos regrados que eu seguia. Não era o seu rosto, e eram outros rostos que em nada me lembravam o seu. E eu achei por algum tempo que eu não lembraria de nenhum traço, de nenhum laço, de nenhum gosto parecido com o nosso. Quando a gente fica muito tempo sem provar o sabor das coisas, a gente se esquece de como elas são. Se a gente era agridoce, eu já não sei mais. Não deve ser a hora certa, querido. Mas era. Era a minha hora certa e eu tinha o timing perfeito. E não foi outra daquelas vezes em que alguém deixou alguém ir embora, ou se esqueceu de fechar a porta com a chave. Só não era eu. Eu combinei de fazer uns planos, e eles eram pra dois. O que a gente faz depois disso? Você não sabe. Você nunca sabia o que fazer. Mas agora eu ouço pelos cantos que você reclama que eu usurpei o seu lugar. Eu tirei a placa de venda anunciada e permiti novas inquilinas. Novas farsas que não fedem nem cheiram. Novos sons que não chegam perto dos seus gemidos, mas elas gozam comigo e se despedem com um sorriso quando eu saio de dentro delas. Algumas até me dizem que eu sou melhor sozinho, e podem ter razão. Todo mundo tem razão alguma vez na vida. Você conheceu alguém, e não era eu. As pessoas mudam, meu bem. Mas você não é mais quem eu conheci um dia. E foi com esse clichê que você me acusou de ter trocado você por sextas mais animadas, meninas mais agitadas e novos lençóis a cada final de semana. Eu deixei você ir lá. Pra se descobrir. Pra se entediar. Pra me odiar. Pra me perder. E ainda assim não era eu. A sua história nunca foi sobre mim, mas sempre sobre você e as suas virtudes, e o seu orgulho, e o seu medo de ficar sozinha, e por não ter ninguém pra amar, e a sua raiva do silêncio, e quem você deveria encontrar de vez em quando. Você nunca foi sobre mim. Até que ontem você me disse que o problema era com você, e que também não era eu. Você me disse que já era e que eu devia ter pensado nisso antes. Todo mundo diz isso, e no fundo tem razão. Ela era bacana, falava de coisas bacanas e não me lembrava você em nada. Ela também pedia gin tônica e usava umas cores e coisas que você nunca usaria. Ela também fumava e a gente se esbarrou na área de fumantes de algum bar novo na cidade. Desses que você não gosta. Desses que você não quer conhecer. Ela sabia o que queria e não era eu. E citou essa mesma frase e Bukowski logo depois que saiu do meu apartamento sem deixar o telefone. Ela não era você, e nem era a minha página virada da história. Porque você não sabia o que queria, mas também não sabia se o que queria era eu. E não virou a página pra mim.
-Não era eu, Daniel Bovolento.    (via s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)

(via s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)

Tumblr Themes
Tumblr Themes
Eu sei. Eu entendia tudo que ela sentia. Ela continua rude e nem aí para tudo. Nunca foi boa em dizer a coisa certa, embora o momento fosse aquele, algo em sua garganta travava e ficávamos por aquilo mesmo – o nada. E parece que vejo uma trilha sonora triste entre nós numa situação dessas, ela sente-se estúpida por não saber sair de si mesma e dizer àquilo que esperam que ela faça. Eu sei. Ela é esse furacão todo e ainda disse: “me aguenta quem sabe o motivo da tempestade.” Queria achar o melhor jeito pra dizer: “Eu sei. Chegue mais perto. Deixe-me acalmar esse furacão todo.” Por que, na verdade, eu sabia o porquê dela agir assim. Ela é duplamente valente e intimidadora, mas às vezes deixa algo escapar. Eu sei. E eu a quero para mim. Ela é aquela bomba relógio alarmando de longe. Eu sabia que seria problema pra mim e dos grandes. Eu sei. Mas continuo querendo-a.
-Back at her, stupid. (via nobroke)

(via nobroke)

Tumblr Themes
Você me olha com os seus olhos bonitos e as coisas parecem fáceis. A vida parece fácil. Mas, infelizmente, as coisas não são bem assim. Eu não sou bem assim, não tenho nada de simples. Não é fácil ser eu. Sou difícil de conviver, comigo. Tenho uma opinião diferente de mim o tempo todo, e acabo sempre discutindo minha relação comigo mesma. Eu sei que você não entende muito dessa minha complexidade de ser tantas e uma só. Tantas em uma só. Mas não tem problema… Todas elas te amam, assim como eu. E com você, eu sou poucas. Você conseguiu fazer dormir todas as outras. A equivocada, a precipitada, a orgulhosa, a impossível. Ficaram só a ciumenta, a boba, a interessante. A irônica ficou, mas ela combina com você. Todas de mim querem o seu bem, acima de tudo. Não me perde… Eu não quero ser uma má lembrança na sua vida. Você me fez acreditar em coisas bonitas e esse sorriso que eu tenho hoje é maior que qualquer vontade minha de ser realista. Não tem problema se essas coisas bonitas não existirem, eu só não quero que a magia acabe. Eu não quero que a música acabe e eu descubra que eu dancei sozinha. Dança comigo, até o final. Mesmo que depois da música você vá embora. Eu não quero que morra essa esperança boa de que ainda existe sentimento no mundo e que o Gandhi não estava errado. Eu não quero ser mais uma pessoa que chegou a conclusão que relacionamentos são só rotina. Eu quero que as pessoas me olhem e vejam você. Eu quero que os sorrisos que eu dei a vida toda, voltem. Eu quero que você não se canse do meu jeito de falar doce demais, quando você quase dorme e eu fico te pedindo pra acordar, porque eu tenho medo do escuro. Eu quero que eu não me canse dessa sua rotina agitada e dessa sua vontade de estar sempre por aí, com tanta gente. Eu quero que você não se canse de estar com todo mundo, mas voltar sempre pro meu colo. Eu quero nunca duvidar, dentro de mim, do quanto você é único. E que haja sempre essa vontade de não se cansar. Pra dizer a verdade, eu só quis escrever porque hoje eu acordei pensando no quanto você fica lindo enquanto ri. Eu quero te fazer rir, sempre. Porque pra mim, é a unica coisa que importa. Pra todas de mim.
-Cidade dos Anjos.    (via nobroke)

(via nobroke)